Resenha: Quem é você, Alasca? (John Green)

Título Original: Looking for Alaska
Autor: John Green
Editora: WMF Martins Fontes
Páginas: 229
Gênero: YA
Classificação: 4/5

Sinopse: Miles Halter é um adolescente fissurado por célebres últimas palavras que, cansado de sua vidinha pacata e sem graça em casa, vai estudar num colégio interno à procura daquilo que o poeta François Rabelais, quando estava à beira da morte, chamou de o "Grande Talvez". Muita coisa o aguarda em Culver Creek, inclusive Alasca Young, uma garota inteligente, espirituosa, problemática e extremamente sensual, que o levará para o seu labirinto e o catapultará em direção ao "Grande Talvez".





Existem tipos de livros que com o decorrer da estória você acaba percebendo o quanto ele é muito bom, mas ao mesmo tempo você não consegue achar “perfeito”. O livro é profundo e acaba te fazendo refletir uns bons minutos, porém, você não consegue dar 5/5 estrelas.

“Quem é você, Alasca?” foi um livro que mexeu comigo sem ao menos eu perceber. Essa obra me balançou tanto que acabei sonhando com a estória que John criou. Vi em minha frente a misteriosa Alasca e os simpáticos nerds Gordo e Coronel, e senti as mesmas sensações que os dois garotos e a maior parte do meu sonho eu me perguntava: Por quê?

Não posso revelar o que aconteceu no livro que me fez sentir tanto (não na hora da leitura, nem mesmo quando eu a terminei, mas sim horas depois em uma noite de sono), pois isso seria um spoiler cruel. O livro é dividido em duas partes: o antes e o depois. Na primeira parte conhecemos as personagens naquela combinação já conhecida do John Green: dois amigos nerds divertidos e simpáticos e uma garota inteligente e impossível de não se admirar.

Miles, ou Gordo, é o narrador desse livro, mas a protagonista desse livro é Alasca, uma garota bonita, inteligente e também profundamente misteriosa e que vive em uma montanha russa de emoções. A tradução do livro foi bem esperta, pois em vários momentos eu me perguntei quem era aquela menina tão enigmática e por algumas páginas eu queria saber mais sobre ela, enquanto em outras eu só queria que ela parasse de ser uma vaca.

John Green conseguiu escrever maravilhosamente bem sobre um assunto antigo, mas ainda muito difícil para alguns de nós. O livro não é perfeito, na segunda parte do livro, o triste “depois” as personagens se tornam um pouco chatas, mas era algo de se imaginar que s acontecesse após os acontecimentos do “antes”.

“Quem é você, Alasca?” é o quarto livro que li do senhor Green, ele não é o meu favorito, mas foi o livro que me fez pensar muito e que ainda me faz pensar. Enquanto escrevo essa resenha continuo me perguntando “Por quê?”.

Esse é um livro divertido, cheio de últimas palavras, trotes e momentos que podem transformar a vida de um adolescente... Não, de uma pessoa, independente da sua idade.

Enquanto preparava o “roteiro” dessa resenha me peguei pensando que deveria ter falado mais sobre o Miles e sua mania por últimas palavras, algo que é morbidamente interessante e fascinante, mas achei essa simbologia tão linda, que decidi que cada um que ler esse livro deve refletir sobre últimas palavras do modo que quiser.

No livro uma questão é enfatizada diversas vezes e eu termino essa resenha perguntando há quem um dia ler esse livro, ou não:

“Como saímos desse labirinto?”

6 comentários:

  1. Que bacanaa, curti a resenha.
    Esses dias em uma feira de livro quase comprei este! Mas por não conhecer muito sobre a historia resolvi levar outro livro. Você deveria ter feito esse post antes! hahaha
    :*

    ResponderExcluir
  2. Nossa, essa resenha tá tão profunda e cheia de questionamentos. Já vi que John Green mexe mesmo com as pessoas, preciso ler um livro desse ser! Tem uma edição de "Quem é você, Alasca?" que eu acho muito linda! É uma azul, com uma menina de olhos claros na capa, já viu?

    ResponderExcluir
  3. Parece ser um livro que mexe mesmo com a pessoa. É a terceira resenha que leio que alguém diz isso. Gosto da escrita do John Green <3 Estou lendo agora O Teorema Katherine

    ResponderExcluir
  4. Sou LOUCA para ler esse livro. Já li tantas resenhas falando tão bem desse livro, que eu não podia ficar por fora. Só li A Culpa é das Estrelas do Green e amei, tenho certeza que isso acontecerá com outros livros dele.

    ResponderExcluir
  5. Eu venho aqui no seu blog e leio sobre livros e mais livros e suas ótimas resenhas e isso só me faz lembrar que estou completamente afogada em livros aqui em casa huaha a consumista atacou novamente huahaha enfim, gostei do enredo, apesar de estar em uma fase fantasia kkkk nunca li algo do sr. Green mas com tanto sucesso não pode ser ruim

    lovelyblogcarol.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Parabéns! Você conseguiu: quebra meu preconceito sobre esse livro e fazer com que eu queira ler ele... Li "a culpa é das estrelas", gostei muito! Mas isso não me fez ter vontade de ler cada livro dele. Na verdade, esse foi o único livro dele dos muitos que surgiram depois de a culpa que eu realmente me interessei, mas ainda não tinha visto uma critica que me fizesse decidir entre ler ou não... E depois de ver essa resenha, vou ler XD

    ResponderExcluir

Já vai sem comentar?
Deixe sua opinião ou comentário aqui, ele é muito importante!